ABC da escala

ABC da escala
novembro 13, 2016 yogaadventure
In Escalada

A escalada é um esporte que pode ser praticado em rochas, via outdoor e em paredes com agarras feitas de resina, via indoor.

Independente de qual for a sua escalada é preciso aprender três fatores importantes que eu chamo de ABC da escalada:

A – Como usar o equipamento
B – Como usar o seu corpo
C – Como usar sua mente

A – Como usar o equipamento
Cada tipo de escalada requer equipamentos e conhecimentos diferenciados. Isso pode variar de acordo com a modalidade escolhida. Por exemplo, o Boulder, uma escalada praticada em blocos de pedra. Nessa modalidade é necessário três equipamentos básicos, a sapatilha de escalada, magnésio e o crash pad.

A sapatilha de escalada é um calçado com formato anatômico para auxiliar o escalador a pisar com maior precisão nas agarras apresentadas pela rocha. O magnésio encontrado em pó, bloco e líquido é usado para deixar as mãos secas evitando que escorreguem. O crash pad é um tipo de colchão específico feito de um material técnico que absorve a queda do escalador. Nessa modalidade a segurança está em manter o crash pad dentro da área que o escalador possa cair, sempre é bom ter alguém para auxiliar a segurança dessa queda.

Já na escalada de Via esportiva indoor a academia de escalada normalmente oferece emprestado todos os equipamentos para um dia de escalada e instrutores para ensinar a usar os equipamentos de segurança. Mas ao longo do tempo é interessante adquirir no mínimo seu equipamento pessoal: sapatilha, saquinho de magnésio, magnésio e cadeirinha. A cadeirinha é o equipamento mais necessário quando pensamos em via, pois é esse equipamento que vai conectar o escalador a corda e aos outros equipamentos de segurança.

Via esportiva em rocha – essa escalada normalmente é praticada em falésias rochosas. Para esse tipo de escalada há necessidade de alguns equipamentos mais técnicos para segurança.

Para começar a escalar vias em rocha, é extremamente necessário fazer um curso básico de escalada em rocha. Saber manipular os equipamentos que utilizará: sapatilha de escalada, magnésio, cadeirinha de escalada, capacete, corda dinâmica, mosquetões, freios, fita de auto segurança, costuras entre outros. Cada via requer diferentes tipos de equipamentos.

B – COMO USAR O SEU CORPO
O inicio da escalada é algo bem espontâneo, assim como subir uma escada, você vai alternando os quatro membros de apoios, sobe um pé, depois sobe uma mão e assim por diante. Depois, a coisa começa a ficar diferente já que existe uma escala evolutiva com níveis de dificuldade que chamamos de graduação de via.

A maioria das pessoas, principalmente os homens começam a escalar usando aproximadamente 90% da força nos braço. Errado não está, mas é uma forma que vai minar em curto tempo a energia.

O primeiro passo para melhorar isso é aprender a pisar nas agarras, ou seja, usar seus pés. Chega um momento na escalada que é preciso usar mais os pés que as mãos. Em alguns lances, para subir é preciso mover mais de duas vezes os pés antes de mover as mãos. E para tudo isso funcionar, você precisa acreditar e confiar nos seus pés.

Uma forma de colocar pressão nos pés é tracionar o calcanhar para o alto toda vez que pisar em uma agarra. Muito comum sentir a panturrilha, mas é nesse momento que você empurra a agarra com a ponta do pé (pense na imagem de uma bailarina ao ficar na ponta dos pés).

Depois que seus pés forem otimizados, chega a vez da pélvis, centro de deslocamento do corpo. Observe que normalmente ao subir seu pé, para chegar na próxima agarra com a mão, você leva seu tórax para cima. Obvio que em alguns momentos isso é necessário, mas tente trocar o tórax pela pélvis. Ao subir seu pé, tente elevar toda região do baixo ventre e só então levar a mão para a próxima agarra.

Uma forma de treinar essa movimentação é fazer travessia, tentando mover na ordem o pé, a pélvis, a mão e o resto do corpo. Conforme você consegue movimentar a pélvis observe que seu quadril se aproxima cada vez mais do seu calcanhar. Conseguir sentar no calcanhar possibilita um bom posicionamento para descansar.

Existem algumas movimentações técnica na escalada, como o dropknee, flag, frog, entre outros. Mas todos dependem da consciência induzida pela pélvis.

C – COMO USAR A SUA MENTE
Costumo comparar a escalada a um jogo de xadrez, é preciso ter concentração, raciocínio rápido, precisão e estratégia. Assim como no xadrez, na escalada você até pode entrar em situação de xeque, mas nunca em xeque mate (queda).

Outro momento importante de usar a mente é não entregar-se para as emoções. É muito comum sentir medo e insegurança, mas o que previne o pânico é justamente o diálogo interno da mente com as emoções.

Vale citar também o respeito a si próprio, muitas vezes a escalada não flui de acordo com a vontade. Existem muitas coisas que podem influenciar. A própria alimentação do dia anterior, o café matinal. Café é concentrado em cafeína, a cafeína estimula o mesmo receptor que a adrenalina, é excitatório. Pense na concentração de adrenalina circulando em sua veia quando você está escalando some com a cafeína consumida nos últimos 2 dias! Resultado? Tremor na certa! Nem a sua mente e a capacidade intelectual vão conseguir sanar essa situação.

Isso foi apenas um exemplo. Procure desenvolver recursos mentais para melhorar seu autocontrole, como ler a via que você vai entrar, observar cada lance e mentalizar cada movimento que fará. Conversar com você mesmo explorando seus sentidos vitais, respiração e frequência cardíaca.

Use algo para manter a sua concentração, e mesmo assim, quando nada disso superar o turbilhão de pensamentos sabotadores, use outro recurso, cante!

E se nada funcionar, não hesite a possibilidade de postergar essa escalada. As rochas levarão anos para se modificarem. Elas ficarão a sua espera.

Claudia Faria

Comments (0)

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

×